11218197_1021866354492004_5981890126367654868_o

Porque precisamos tanto da aprovação dos outros?

dianaadmin Amor, Amor Partilhado, Amor Próprio, Relacionamentos, Viver 2 Comments

Porque somos seres sociais, vivemos em tribo, e mais ou menos precisamos todos de sentir que aquilo que fazemos é reconhecido e valorizado por alguém.

Crescemos como crianças, com necessidade que alguém confirme o nosso valor, as nossas forças, e aquilo que vamos fazendo. Vamo-nos construindo enquanto crianças e jovens em função daquilo que os outros nos vão dizendo de nós. mas até quando, precisamos da aprovação dos outros?

Até quando, fazemos ou deixamos de fazer, por causa dos outros, porque não tivemos a aprovação e a palmadinha nas costas?

Cabe a cada um de nós responder a esta necessidade, e o que temos feito ou deixado de fazer em função da aprovação dos outros.

Viver da necessidade de aprovação, torna-nos escravos dos outros, daquilo que pensam e dizem. E quando deixamos ou passamos a construir a nossa vida em função dessa aprovação, entregamos aos outros as nossas escolhas, a nossa singularidade, a nossa oportunidade de viver a única vida que temos.

Quando partilhamos alguma coisa nas redes sociais por exemplo, como nos sentimos se os gostos são poucos?

Como nos sentimos, quando não nos valorizam como estávamos à espera?

Como nos sentimos quando fazemos algo para agradar alguém só pelo desejo de aprovação e integração?

Também a estas perguntas, só cada um de nós, as poderá responder… No entanto, estejamos cientes que não somos os gostos nas redes sociais, não somos aquilo que os outros pensam de nós, não somos os a roupa que vestimos e aquilo que aparentamos ser.

Somos o que trazemos no coração, a autenticidade espelhada no rosto, e aquilo que podemos fazer hoje por nós e em nós.

Se daí resulta aprovação, será sempre uma consequências, não o objectivo de viver a própria vida, com vida própria.

Diana

Fotografia | Ritabela Santos

Comments 2

  1. Teresa

    Bom seria que todos nós fossemos encorajados a viver desta forma,aprendemos sempre a esperar pela maldita opinião dos outros, que na maioria das vezes não olham para nós antes de darem a sua aprovação ao que fazemos, ou se olham apenas conseguem ver a parte que menos tem valor que é a parte exterior.
    Estou a aprender cada vez mais a viver em função daquilo que realmente sou e deixar de pensar no que os outros possam dizer ou fazer.
    Quero cada vez mais viver a minha própria vida e deixar que os outros tenham a liberdade de fazer o mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *