mudança

Ou mudo para sempre, ou nunca mais…

Diana Gaspar Amor, Confiança, Determinação, Mudança, Paz, Relacionamentos, Ser Feliz Com Sucesso, Viver 0 Comments

Em qualquer processo de mudança há duas palavras que perdem significado e importância – o SEMPRE e o NUNCA. Não existe o “para sempre” e o “nunca mais”, ou melhor, até pode haver um determinado comportamento que se extinga ou se mantenha de vez, no entanto, aquilo que sabemos é que no processo de mudança não há certeza do tempo de transição e de vinculação do comportamento desejado, e assim sendo, o uso destas duas palavras geram ansiedade com implicações diretas na motivação e na flexibilidade que um processo de mudança deve ter.

Poderás dizer que nunca mais irás comer um chocolate se estás a mudar a tua alimentação para perder peso?

Poderás dizer que se és viciado em chocolate até hoje, que isso significa que nunca o vais deixar de ser?

Poderás dizer que nunca mais vais falar para aquela pessoa que sentes não te estar a fazer bem?

Poderás dizer que nunca mais te vais depreciar e criticar porque queres aprender a amar-te?

Poderás dizer que nunca mais vais ligar ao que os outros dizem sobre ti porque percebes que isso te faz sentir mal?

Poderás dizer que nunca mais vais ralhar com o teu filho e ter comportamentos desajustados com ele?

Não! Não há sempre nem nunca, no mundo dos imperfeitos como nós!!!!

Sabemos que pensar em termos absolutos te coloca num estado de sofrimento e angústia, aumentando a probabilidade para que aquilo que não queres que aconteça, aconteça…porque te colocas num estado extremista e de ansiedade, para além de te fazer acreditar de que se falhares e voltares a fazer aquilo que dizias que nunca mais ias fazer, que isso significa que nunca serás capaz de levar a cabo nenhuma mudança e que serás um eterno falhado. Os absolutismos para além de não gerarem saúde ainda te colocam num estado de sofrimento e de falta de confiança em ti e nas tuas reais capacidades.

Queres mudar? Óptimo.

Se é para sempre? Quanto é sempre e nunca?

Vais continuar a falhar? Vais.

Escolhe bem as palavras que utilizas para definir a tua mudança e nunca te esqueças que a mudança se alimenta todos os dias, sendo que importa apenas um dia de cada vez, com determinação e aceitação pelas tuas falhas e frustrações.

Diana

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *