Yôga

Como o Yôga entrou na minha vida

Diana Gaspar Amor Próprio, Confiança, Determinação, Diana, Gratidão, Paixão, Paz, Ser Feliz Com Sucesso, Viver 2 Comments

Quando terminei o secundário fui viver para o Porto. Queria estudar psicologia e os meus pais proporcionaram-me esse sonho longe de casa. Viver longe de casa é sempre um desafio, para mais, quando se tem menos de vinte anos e um milhão de desafios para viver. Os primeiros anos no Porto foram, se calhar, os anos mais bonitos e mais difíceis que vivi até hoje. Aquilo que achamos que só acontece ao outros, aconteceu-me a mim… seja o que for, que agora não faz sentido partilhar, fizeram viver em mim um milhão de porquês, muita dor e um sem fim de questões, que me fizeram questionar ao fim do 2º ano de faculdade se não seria melhor voltar para a minha cidade. Mas uma força maior, aquela que trago no coração, acabou por ditar que ficaria apesar de todos os medos, receios, dúvidas e limitações. Foi nesta altura de dor, onde tentava encontrar formas de me fortalecer, energizar e de voltar a acreditar na vida, que encontrei o Yôga, não para tratar nada, porque o Yôga não é terapia… Sinto que o atraí para mim e que a minha vida de facto nunca mais foi a mesma.

Muito se diz sobre o Yôga, mas o Yôga é tudo menos o que se diz. Yôga é pratica e ação. Quando comecei a praticar muitos mitos sobre esta filosofia se dissolveram e um caminho de vivências se iniciou.
O Yôga é uma filosofia de vida que nos permite através de um sem fim de técnicas expandir a consciência e transformar o mundo que vive em nós. Lembro-me de ter transpirado mais na primeira aula que fiz, do que em qualquer modalidade desportiva que tinha feito até então. Lembro-me de sentir que nunca tinha respirado como naquele dia, tendo tomado consciência nesse mesmo dia, que se calhar nem nunca tinha respirado de verdade. Lembro-me de ter sentido partes do corpo que nem se quer sabia que existiam e de sair daquela primeira aula com um sorriso enorme de felicidade…e também me lembro de sentir que estava no sitio certo, para me sintonizar com o meu eu e restabelecer a minha força interior.

Apaixonei-me rápido por esta forma de vida e de aluna passei a estudar para me tornar instrutora… e assim foi… foram anos cruciais onde trabalhei o corpo, a mente, as emoções e o ego. Fiz amigos para a vida, que continuarão sempre a fazer parte dela de uma forma muito especial. Lembro-me de ter terminado a faculdade, de ter mudado novamente de cidade, de ter sido mãe e de dar aulas com uma barriga bem grande 🙂 boas lembranças, sempre com o Yôga comigo!!

Aquilo que te posso dizer sobre o Yôga, é que não o procures para tratar nada, porque não vais encontrar nele essa capacidade terapêutica. Yoga é energia, é poder, é alegria, é acção e é consciência numa união perfeita entre tudo o que vive dentro e fora de ti.

Diana

Comments 2

  1. Cláudia Sofia

    Eu descobri o yôga em outubro de 16, ainda é recente mas veio para ficar, a professora é espectacular, e eu sinto me em casa, 1h30m em q sou eu, só eu e as minhas dores nos músculos, descobrir a minha mente. Uma prática para a vida, onde sou um bebé que começou agora mas vai crescer e desabrochar! Obrigado Diana, adorava ter consulta consigo. Felicidades, beijinhos

  2. Helena Almeida

    Olá Diana! Já experimentei (embora pense que numas aulas muito ligeiras) mas adorei! Entretanto a escola (no Travasso) fechou… Dás yôga em algum sitio em Coimbra? Obrigada! Beijinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *