_DSC0795

A atitude faz a diferença!

Diana Gaspar Amor, Confiança, Determinação, Gratidão, meditação, Mudança, Paz, Relacionamentos, Ser Feliz Com Sucesso, Viver 2 Comments

A vida é um rodopio.
Às vezes, dá-nos umas voltas que nos faz sentir atados. Coisas imprevisíveis acontecem e o inesperado bate à porta. Perdemos quem gostamos e amamos quem não nos ama. Queremos a atenção de quem não a dá, ou não dá a que gostávamos que desse. Temos saudades dos que amamos, e sentimo-nos sozinhos quando perto de nós não estão. Perdemos tempo a pensar no que nos fazem, em quem não gosta de nós, em quem nos quer mal e em quem não faz parte da nossa vida, mas que teimamos trazer para ela, só pelo simples facto de nos lembrarmos deles. Nem sempre conseguimos sorrir, nem sempre conseguimos relaxar e esperar para ver o que acontece amanhã. Nem sempre o sono vem, nem sempre a esperança está em nós, nem sempre estamos como gostávamos de estar. Queremos as rotinas, mas não gostamos delas. Queremos o verão e começamos a temê-lo. Queremos tanta coisa, e pensamos em tudo aquilo que não queremos.

A vida é um rodopio. E depois?
Bem, muito podemos fazer, mesmo com tantas voltas e baldrocas. E é aqui que entra, o que faz a diferença nesta forma de dançar e rodopiar – a atitude.
A atitude de trazer para nós a responsabilidade daquilo que sentimos. A atitude de trazer para nós aqueles de quem gostamos e aqueles que gostam de nós. De abrir mão dos que querem estar longe e dos que não nos amam como nós os amamos a eles. A atitude de abrir mão do controlo, de deixarmos de responsabilizar os outros pelas nossas escolhas, ou de esperarmos que os outros as façam por nós. A atitude de assumirmos perante nós aquilo que queremos, e aquilo que não queremos. A atitude de dizer “basta” e “não”, seguindo o nosso coração. A atitude de nos mobilizarmos para mudar aquilo que queremos mudar, de aprender a gostar de nós, de abraçar as nossas dificuldades e falar delas sem qualquer vergonha ou pudor. A atitude de sermos verdadeiros e de não mostrarmos o que não somos. A atitude de assumir com liberdade aquilo que queremos, mesmo que essas escolhas possam vir a ser criticadas por outros. A atitude de viver, um dia de cada vez, com a intenção clara da vida que queremos viver, com práticas diárias de amor, perdão, alegria, coragem e gratidão. A atitude de cuidarmos de nós, como só nós podemos cuidar, de pedir ajuda quando dela precisarmos, e de nos mimarmos com tudo aquilo que queremos e merecemos. E não falo com coisas, falo de sentimentos e formas de pensar. A atitude de construir o futuro que queremos viver, e abrir mão de nos identificarmos com todos as histórias do passado.

A vida é um rodopio. Cabe-nos a nós escolher, como a queremos viver.

Diana

Fotografia | Luís Duarte

Comments 2

  1. Teresa

    Que doçura Dra. Diana, começar a ler mais um artigo publicado e encontrar simplesmente aquilo que neste momento tanto me fazia falta para levantar o meu ânimo e acima de tudo o meu ego. Ao ler senti-me como que numa consulta com a Dra. a escutar as palavras e os conselhos que vinham de encontro ao que eu estava a precisar, para mais uma vez levantar a cabeça e seguir em frente. A falta de atitude leva-me muitas vezes a adiar decisões que me levam a sofrer e a viver uma vida onde a tristeza está muitas vezes presente, porque efectivamente, por vezes não consigo pôr um ponto final em determinados momentos. Mas a Dra. é como eu sempre digo o meu Porto de Abrigo nestes dias e mesmo lá longe, num ápice, dá-me todo o combustivel para seguir novamente a viagem e com muita mais alegria e determinação.
    Não tenho palavras para descrever o tudo e o tanto que me tem ajudado, mesmo sem nunca ter estado ao meu lado.
    Obrigada é tudo quanto lhe posso dizer para lhe agradecer o quanto tem sido importante na minha vida e por todos os ensinamentos que me tem proporcionado. Sem a Diana, o meu barco andaria certamente á deriva e sem norte e a alegria de viver e teimar sempre, mesmo quando tudo parece um caos, seria uma realidade.
    Como sempre eu digo: A Dra. Diana é Única e Um Doce de Pessoa e Mulher.
    Um abraço de gratidão que não tem fim.
    Teresa

    1. Post
      Author

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *