anthonyasael

Ensinar com conexão

Diana Gaspar Amor Partilhado, Educação, Mudança, Paixão, Psicologia Positiva, Relacionamentos, Ser Feliz Com Sucesso 1 Comment

Quando me lembro das disciplinas que gostei mais ao longo do meu percurso escolar, lembro-me curiosamente que eram as disciplinas cujos os professores eu também mais admirava e que me inspiravam de alguma maneira. Lembro-me, de igual forma, que as disciplinas que gostava menos eram lecionadas por professores com quem não empatizava tanto, e que de alguma forma não apreciava a forma como estavam comigo e com os meus colegas. Alias, até tive disciplinas que gostava e deixei de gostar e o inverso também, pela relação com esses mesmos professores e pela forma como as aulas eram dadas…Estes professores que ainda hoje fazem parte de mim, e de nós, e que viverão eternamente na nossa memória e coração, tinham características particulares.

Eram professores que colocavam desde inicio os seu limites e os nossos, eram claros e divertidos, transparentes na sua forma de comunicar, que amavam o que ensinavam e que gostavam genuinamente de nós. E falo no plural, porque ainda hoje quando encontro colegas e amigos que viveram estas experiências escolares comigo, perguntamos sempre uns aos outros, se há noticias destes nossos professores. Alguns ainda fazem parte das nossas vidas! Lembro-me com carinho de aulas onde éramos convidados a sair da nossa zona de conforto para falarmos de nós e das nossas dificuldades enquanto crianças e adolescentes, intercalados por momentos de trabalho árduo. Consigo hoje perceber porque tenho esta perceção sobre a escola e os professores, pelas experiências escolares que vejo hoje as crianças e jovens que acompanho. Não há qualquer dúvida que, para uma aprendizagem bem sucedida precisa de existir entre professores e alunos uma relação de empatia, de conexão e respeito. Ninguém consegue aprender com quem não gosta, ou se aprende, aprende em sofrimento ou porque tem de ser. Não há aprendizagem saudável e construtiva sem a construção de uma boa relação. É na escola que passamos grande parte da nossa vida. É lá que nos construímos também em sinergia com o que levamos de casa. Os professores tão mal tratados neste país, são o abrigo diário e uma das maiores fonte de construção ao nível do saber, do ser e daquilo que será a cultura e a construção de uma sociedade de valores, princípios e conhecimento.
Só com respeito e amor, seja ele manifestado de que forma for, conseguiremos crescer. Acredito ser urgente repensar na forma como se leciona, naquilo que se leva de casa e quais são as nossas verdadeiras intenções enquanto educadores.

Diana

Comments 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *