ATZ_6814-2

Não esperes por 2018!

Diana Gaspar Uncategorized 1 Comment

Ano novo vida nova, já diz a expressão. No entanto, se nada for feito, o ano até pode ser novo, mas a vida pode continuar a ser a “velha”.

Com o início de um novo ano temos necessidade de questionar o que fizemos durante o ano que agora termina e o queremos fazer com os doze meses que se avizinham. Os fins trazem sempre implícito novos inícios, e são estes que nos fazem questionar onde estamos e para onde queremos ir. Não que não o possamos fazer durante o ano, mas o fim do ano convida à reflexão, quase obrigatória, nem que seja pela necessidade de ter o que pedir aquando das doze badalas…

No entanto, pode não passar muitas vezes, disso mesmo – de uma reflexão sem ação condenadas ao fracasso.

O nosso mundo muda quando agimos, não necessariamente quando pensamos. Podemos pensar muito mas se nada fizermos nada mudará. Se desejamos perder peso, começar a fazer exercício fisico, ter uma alimentada saudável, dormir mais, ler mais, ou o que quer seja, nada mudará se ficarmos pelos desejos. E se assim for, será mais um ano apenas para continuar a fazer aquilo que já estava a ser feito.

Quando queremos mudar na realidade, não precisamos de esperar para a data que estabelecemos. Podemos mudar de imediato. Por exemplo: se queres deixar de fumar, não precisas do final do ano. Podes começar:AGORA! Se queres começar a correr não precisas de começar em janeiro, podes fazê-lo ainda HOJE; se queres mudar o que quer que seja dentro ou fora de ti, não precisas de esperar por 2018…garanto-te que se assim for nos primeiros dias de janeiro vais perceber que vai continuar tudo na mesma…

Essa é uma das premissas fundamentais para a tua mudança e para as resoluções de novo ano – seres verdadeiro e sincero contigo mesmo. Gostares de deixar de fumar é completamente diferente de quereres deixares de fumar. Se queres, não há data, só vontade, e a intenção de o fazeres. Se gostavas, tens implícito um desejo sem vontade, se queres, pode ser para já!

O que é válido para este comportamento é válido para qualquer outro. O fim do ano, traz esta oportunidade reforçada pelo convite à reflexão, mas nada mais. Não vai ser o novo ano que te vai trazer a força, a determinação, a perseverança e a ação.

Se queres começar 2018 como a premissa de mudança deixo-te algumas sugestões. Identifica o que queres mudar, transformar ou conquistar, mas com verdade, com vontade e com a intenção clara de mudança. Sem “ses”. Se quiseres assumir com coragem a tua mudança então esclarece dentro de ti o que queres fazer, quando e como o vais fazer. Simplifica o teu discurso, escolhe palavras com energia que te levem onde queres chegar e até podes transformar as tuas intenções em imagens. Define os teus objectivos com clareza e na positiva. Imagina que queres fazer uma limpeza na tua casa. Em vez de escreveres – quero tirar tudo aquilo que já não preciso ou que me faz mal – podes escrever – quero deixar em casa apenas o essencial e o que me permite viver da melhor possível. Não precisas de escrever o que não queres, apenas o que queres! Convido sempre os meus clientes a escreverem o que querem. Parar para escrever é afirmar aquilo que se quer, e depois, porque pensar podemos pensar de qualquer maneira e ter até pensamentos contraditórios. O mesmo não é válido para a escrita, não escrevemos de qualquer maneira e de forma desorganizada como são os pensamentos muitas vezes. Escrever simplifica e organiza.

Acredito que todos nós trazemos dentro de nós, todas as forças que precisamos para alcançar aquilo que queremos, basta para isso permitirmo-nos a acreditar.

Assim sendo, permite-te e imagina-te a viver de acordo com as tuas intenções como se já tivesses alcançado aquilo que queres. Anthony Robbins tem uma frase brilhante – Age como conseguisses – e acrescento eu – e um novo ano de possibilidades vais ver nascer e acontecer.

Diana

Fotografia | Adriano Branco Neves

Comments 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *