2015_09_ATZ_4260_soft

O que dizes de ti quando falas dos outros?

Diana Gaspar Amor, Mudança, Viver 0 Comments

Aquilo que dizes sobre os outros diz mais sobre ti do que sobre eles.

Todos nós, de alguma forma, temos necessidade de falar do que vivemos, sentimos, pensamos e julgamos, por muito que queiramos viver com a intenção de não-julgamento. Bem sabemos que não e fácil deixar de julgar, porque temos sido educados a rotular sobre tudo o que vemos, sentimos, olhamos e vivemos, como bom, mau ou assim-assim, certo, errado entre muitas outros julgamentos.

No entanto, acredito que será complemente desnecessários falar mal daqueles com quem partilhámos as nossas vidas, experiências, corpos, vivências, treinos, trabalhos, sorrisos e lágrimas, vitórias e derrotas, ou de simplesmente daqueles que achamos que conhecemos mas não conhecemos, muito menos para nos enaltecermos a nós. Falo especificamente de relações intimas, amorosas, de amizade, profissionais ou de outros contextos mais desportivos, recreativos e lúdicos. Sair de onde quer que seja e “falar mal” do que se lá viveu ou dos motivos pelos quais já não se está onde se está, é dispensável.

Na realidade isso diz respeito à vida privada de cada um, e como privada que é, será importante partilhar a vivência com que os amamos com a intenção de purgar e resignificar aquilo que vivemos, e nada mais. Mais, como imperfeitos que somos devíamos saber que se hoje o outro falhou amanhã podemos ser nós a falhar.

Acredito que é de todo desnecessário e menos bonito. Muito menos o é, quando escolhemos intoxicar as redes sociais com esses mesmo motivos, que só apontam sem si, um único ponto de vista, o nosso. Qual a verdadeira intenção de semear rancor, discórdia, raivas, coscuvilhices e afins? A intenção é mostrar que estamos certos e os outros errados? É mostrar que somos vitimas e os outros agressores? É mostrar aquilo que só os nossos olhos vêem? É semear o quê? Será mesmo neste clima que queremos viver, crescer e prosperar?

Colhemos aquilo que semeamos e acredito ser urgente repensar o que partilhamos, e com que intenção o fazemos. Mais, também acredito que mais importante do que falar dos outros, é percebermos o que estamos mesmo a dizer sobre nós, quando falamos dos outros, daqueles que conhecemos e daqueles que julgamos conhecer.

Afinal, o que dizes de ti quando falas dos outros?

Diana

Fotografia | Adriano Branco Neves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *