2007_09_DSC_6008_TNT_1 You And Whose Army

Pensas sempre nos outros antes de pensares em ti?

Diana Gaspar Amor Próprio, Mudança, Paz, Relacionamentos, Viver 4 Comments

Se não te sentes a personagem principal da tua vida estou certa que tens estado a sofrer.

São muitos os sintomas e sinais de sofrimento que têm origem no facto de sentir que se vive para agradar, ajudar, cuidar e dar prioridade às necessidades dos outros. E quando assim é, a vida é passada entre fazer o que os outros querem, precisam, necessitam e pedem. Quando assim vives, vives a cuidar de tudo o que vive fora de ti e não dentro.

Todos nós temos uma dose de energia individual para ser usada durante o dia e recarregada durante a noite ou nos tempos de descanso e de silêncio. Quando essa energia é investida e colocada sempre nos outros constróis um vazio dentro de ti por falta do teu cuidado e de não satisfazeres as tuas necessidades individuais. Vives em função das necessidades dos outros e não das tuas. Quando perceber que assim vives sentimentos de tristeza, insatisfação, desânimo, zanga, ansiedade e tensão percorrem o teu corpo e a tua mente. Dás por ti sem nada e sem ti porque achavas que te ias sentir bem só a cuidar dos outros e afinal nunca te sentiste tão mal…

Viver para os outros é uma arte que exige uma tomada de consciência constante. Nunca podes dar ao outro aquilo que não tens, nem esperar que o outro reconheça aquilo que lhe tens dado a ele e não a ti. Talvez o outro nem saiba o esforço que tens feito e talvez ele nem viva com as mesmas necessidades do que tu.

Acredito que o início do fim desta forma de viver trágica que só traz e gera sofrimento e dor começa quando percebes de onde vem a tua necessidade de viver em função das necessidades dos outro,s e onde nasce esse desejo de fazeres tudo para os agradar e ajudar. Talvez, haja em ti a necessidade de reconhecimento, de te sentires importante para os outros, que os outros também olhem para ti, de te sentires amado, desejado ou valorizado. Depois de perceberes de onde nasce a tua necessidade de colocar sempre os outros à tua frente é preciso que percebas que essa é uma falsa crença porque muita vezes para fazeres sempre pelos outros, vais deixar de fazer por ti, e na tua vida só tu podes avançar, agir e transformar. Não esperes que tal como tu, os outros deixem de viver as suas vidas por ti.Cada um na sua, e em momentos de partilha, todos numa só. Para seres altruísta e cuidador não precisas de te anulares, antes pelo contrário.

Se deves ajudar os outros? Acredito que sim, sempre que podes e consegues. Se deves deixar de viver a tua vida pelos outros? Acredito que não, porque estarás a traçar um caminho para viveres infeliz e vazio. Na tua vida só tu podes cuidar de ti, só tu podes perceber o que queres e só tu te podes recarregar no que gostas e precisas de fazer.

Diana

Fotografia | Adriano Branco Neves

Comments 4

  1. Fatima De Sousa

    Boa noite
    Foi a minha filha que me mandou o seu artigo “pensas sempre nos outros antes de pensar em ti”.
    Pois são os filhos que nos conhecem tão bem, basta um simples olhar.
    Gostei muito do que postou, sentir reconhecimento pelo meu justo valor, ser importante para os nossos, não ser rebaixada constantemente, sim sinto isso dos meus filhos. Sinto o oposto no meu casamento. Não encontrei a coragem de pensar em mim e mesmo assim não resolve nada da situação,e isso traz me um sofrimento imenso porque já não sinto amor. Da mesma forma sinto me a mesma presa.
    Desejo lhe muitas coisas maravilhosas e espero ler em breve novos artigos

  2. Fátima vilela

    Neste momento precisava de ler tudo isto para continuar com a força interior. Fui sempre cuidadora e tenho vindo a precisar dos outros devido a um acidente que me tem afetado muito a nível físico e psicológico. Estou sem amor, ninguém me compreende como preciso disto, para aliviar a minha dor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *