2015_06_ATZ_0778-3

Reclamar entre dentes…

Diana Gaspar Confiança, Determinação, Mudança, Relacionamentos, Ser Feliz Com Sucesso, Viver 1 Comment

A energia da reclamação é altamente tóxica e pode destruir a nossa vida e saúde a todos os níveis.
Reclamar significa resistir e em resistência, para além do gastarmos imensa energia e de não mudarmos nem alterarmos nada, geramos dor atrás de dor, desespero, negatividade e doença, nada mais.

Bem sabemos que a vida nunca corre como esperávamos e desejávamos. Há sempre imprevistos, solicitações, acidentes, doenças, manifestações alheias e uma série de experiências que não queríamos viver. Queríamos ser tratados de outra forma, queríamos muita vezes trabalhar em locais diferente, com pessoas diferentes e com energia mais limpa, queríamos uma vida sem tantos trambolhões e sustos, queríamos viver com pessoas mais simpáticas e empáticas, queríamos atingir aquilo que desejamos com mais facilidade, queríamos um sem fim de experiências, ou simplesmente que as desastrosas e dolorosas não nos chegassem com tanta força. Mas chegam. E aí, ou resistimos ou aceitamos e mudamos o que queremos e depende de nós.

O mundo imperfeito é de todos os imperfeitos que dele fazem parte, e todos fazem, às vezes, desse mundo um sítio escuro, menos bonito, mais doloroso e chato. E às vezes, é engraçado que muitos de nós reclamamos, reclamamos, reclamamos mas só o fazemos entre dentes, sem ninguém nos ouvir, sem expressar a visão que nos faz sentir a reclamação. Não gostamos do ambiente em que trabalhamos mas não apresentamos propostas para o alterar, sentimos pressão em vários contextos mas não conseguimos dizer que não nem colocar limites, vivemos em contextos que nos desagradam mas nada dizemos nem fazemos ou ficamos à espera que o outro mude ou faça. Ficamos apenas no banho maria de tudo estar mal mas nada ou pouco fazer, nem para fora nem para dentro de nós.

Melhor ou pior, dependendo mais ou menos de nós, sabemos que a reclamação só gera mais reclamação e só intoxica e adoece.

Mais, quando reclamamos delegamos para os outros, para a vida e para as circunstâncias o nosso poder pessoal. Quando não estamos bem e nos sentimos zangados com o mundo, somos os únicos a sentir e a viver essa zanga e como tal também seremos os únicos responsáveis pelas várias acções que precisamos de desenvolver para sair da reclamação e agir, que é como dizer aceitar o que a nós chegou e fazer o que for preciso para mudar aquilo que depende de nós e o nosso estado interior.

Diana

Fotografia | Adriano Branco Neves

Comments 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *