Diana-46

E quando não consegues descobrir o que queres?

Diana Gaspar Amor, Amor Próprio, Confiança, Mudança, Paz, Ser Feliz Com Sucesso, Viver 5 Comments

Vejo com muita regularidade pessoas maravilhosas, com um potencial imenso, e com um coração vibrante, perdidas. Perdidas e centradas naquilo que não querem viver nas suas vias.

Quando muitas vezes pergunto: O que quer? Grande parte das vezes a resposta é: “Não sei”. Por outro lado, a pergunta é: “E o que não quer?” A resposta é quase sempre: “isso eu sei”.

De facto, saber o que não queres terá a sua importância, mas é igualmente importante saberes aquilo que de facto queres e aquilo que te faz vibrar e viver centrado naquilo que queres ver acontecer.

Deixo-te 8 passos para o poderes descobri:

1. O que te deixa com um sorriso no rosto?

Fecha os olhos e procura algum silêncio dentro de ti. Mergulha profundamente dentro do teu coração e permite-te sentir o que nele vive, o que desejas, quais são os teus sonhos, as tuas verdades e o que te faz viver como se todos os dias fossem sexta-feira!! O que queres partirá daí, dos teus desejos e dos teus sonhos.
Aceita aquilo que em ti vive por muito que te pareçam patéticos, tolos, anti-sociais, o que lhe quiseres chamar. Ouve a voz do teu coração e descobre o que lá vive.

2. No que acreditas?
Muitas vezes não te permites ouvir os teus desejos e o que queres, porque estás formatado socialmente a achar que determinadas coisas estão certas, outras tantas estão erradas, que tens um caminho a percorrer porque te foi vendido e cravado dentro de ti pela sociedade e pelo sistema de valores que te mostraram como único, e se é único, e se todos o fazem, então, também tu o tens de fazer. Não tens!

3. Questiona o teu sistema de crenças e em tudo aquilo em que acreditas.
Senti uma liberdade enorme quando comecei (de forma rebelde acho) há uns anos atrás, a questionar tudo à minha volta. Isto porque sentia que o meu coração me dizia uma coisa e à minha volta me diziam outra. Entre ser feliz e fazer aquilo que é decretado socialmente, prefiro sem duvida ser feliz, e acredito que o teu caminho também passa por aqui, por viveres em função do teu eu e não do sistema onde estás inserido.

4. Move o que tens no coração para a cabeça.
A tua cabeça está cheia de armadilhas, de barulho, de ruído, e está programada desde as primeiras vivências enquanto criança para pensares e ver o mundo de determinada maneira. Sai da caixa mental e tenta ver para além dela. Em simultâneo, deixa fluir as verdades que te vêm do coração, só aí, no coração vivem as verdadeiras verdades. O coração é livre a mente não.

5. Mergulha no teu eu pelo Silêncio
As tuas maiores respostas vão acontecer quando deixares de pensar nelas.
Vai correr, vai andar, medita, respira, pratica yôga, traz vida ao teu corpo fisico.
Quando deixares de viver exclusivamente no teu barulho mental, e estiveres mais focado no presente através do teu corpo, as respostas que precisas e desejas saber, vão aparecer.

6. Qual é o significado da minha existência?
Só tu o vais descobrir, e pode ser diferente do significado do resto do mundo. Não vais descobrir em nenhum livro, nem virtualmente, nem em nada exterior a ti. Procura dentro do teu coração. Pede-lhe que te diga o que trazes nele, e para isso, só precisas de assumir esse desejo, essa intenção no teu silêncio.

7. Cria a tua própria realidade – Um filosofia de amor
Nesta realidade não há “não consigo”, “não sou capaz”, “não valho nada”, “não sou digno de amor”. Constrói a tua realidade de abundância interna e verás a abundância a preencher a tua vida com tudo aquilo que assumes ser.

8. Torna o medo o teu melhor amigo
É o medo de ser ou de seres autêntico que te faz acreditar que não sabes o que queres. É ele que te torna prisioneiro por achares que já es velho, que ainda és novo, que se ninguém consegue tu também não conseguirás, etc. Escuta o teu medo, aceita-o e transforma-o.

Estou certa que saberás o que queres. Poderás sim, ter medo, de ouvir as tuas verdades, e assim sendo, aceita que tens esse medo e assume a responsabilidade por aquilo que queres viver e vive!

Diana

Comments 5

  1. Edite

    Inspirador este texto, tanto q tenho aprendido.
    Obrigada Diana, gosto imenso de ler o que escreve, identifico-me e sinto que são muito motivadores.
    Um grande abraço e beijinhos 😘🤗

    1. Post
      Author
    1. Post
      Author
      Diana Gaspar

      Escreva o que acha que quer Rita e depois pergunte-se porquê e para quê. Acredito que no fundo sabe. Terá é algum tipo de medo ou muito barulho mental…

  2. Helena Almeida

    Olá Diana,

    Tão bom o teu texto, assim como são as tuas palavras. Eu já não tenho sonhos . Ainda este fim de semana pensei o que é que eu gostaria, de ser, de ter, de fazer e não consegui uma resposta. Achei melhor não dar “andamento” ao que me passou pela cabeça e pelo coração.
    Um abraço apertadinho <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *