Diana Vishneva1

Não sei Nada…

dianaadmin Amor, Amor Próprio, Diana, Psicologia Positiva 0 Comments

Não sei nada, da vida, das vidas, dos outros, da minha.
Aquilo que sabia ontem, já não sei hoje.
Aquilo de que tinha a certeza, hoje é incerto.
Aquilo que era uma razão, hoje é só uma reflexão.
Ontem era uma, hoje sou outra. Amanhã não serei nenhuma das duas. Afinal, sou todos os dias diferente, questionando sempre o que sei e sou.
 
Utilizei o sempre, e sem sempre fiquei.
Utilizei o nunca mais, e o nunca mais durou tão pouco.
Também não sei se isso é bom ou mau. Aquilo que queria fazer, não fiz.
Aquilo que achava que nunca faria, fiz.
Aquilo que queria, não sei mais, ou sei de outra forma, ou sinto de forma diferente.
Continuam intactos os princípios, os valores?
Esses mantêm-se fiéis ao que sou, mesmo não sabendo se sou aquilo que sei, ou aquilo que acredito saber, ou aquilo que fiz e faço.
 
Não sou aquilo que me aconteceu.
Aquilo que fiz depois dos acontecidos, não sei, talvez sim.
Sou aquilo que também fui vivendo, ou pensando. Há coisas que sei porque pensei, outras que sei, porque vivi, outras, porque li. Não sei qual delas será mais válida.
 
Hoje questiono tudo e acho que nada sei, ou vou sabendo.
 
Agarrada aos meus princípios, vou indo, e vivendo. Sem saber se nada sei, ou não sabendo mesmo nada. A experiência fica, o conhecimento transforma-se.
 
As certezas não existem. A vida essa, continua.
 
Diana
In Crónicas de Uma Vida Que Se Vive Todos os Dias
Imagem | Diana Vishneva

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *